Simulador Minha Casa Minha Vida

Você já ouviu falar no simulador do Minha Casa Minha Vida? Ele é um sistema onde você consegue simular o valor do seu financiamento antes mesmo de contratar, ficando ciente de quanto terá que gastar no total.

Com essa informação você pode pensar melhor sobre o assunto e tomar uma decisão correta, que não vá prejudicar sua renda no futuro. O simulador do Minha Casa Minha Vida é muito usado e recomendado pelo governo e também pela Caixa, a responsável por cria-lo e administrá-lo.

A seguir, confira mais informações sobre o MCMV e seu simulador.

Minha Casa Minha Vida

O Minha Casa Minha Vida é o programa do governo federal que ajuda famílias de baixa renda a adquirirem a casa própria. Atualmente, o programa também ajuda todas as famílias brasileiras, independentemente da renda, a saírem do aluguel e arcarem com um financiamento flexível e compatível com sua realidade.

Minha Casa Minha Vida

Minha Casa Minha Vida. Imagem:divulgação

As casas populares, que constituem os empreendimentos imobiliários sorteados em todo o país, são destinadas às famílias com renda de até R$1,8 mil. Quem possui uma renda superior pode financiar o imóvel que desejar, desde que ele esteja de acordo com as regras do programa. Antes de contratar o financiamento é essencial que você ou o responsável familiar de sua casa efetue a simulação, assim saberá o valor aproximado do financiamento e das parcelas que deverão ser pagas.

Simulador Minha Casa Minha Vida

O simulador do Minha Casa Minha Vida é disponibilizado online pela Caixa Econômica, diretamente em seu site. Se você não possui acesso à internet, pode ir até uma agência e solicitar a simulação ao atendente. Para que o resultado da simulação seja o mais próximo possível da realidade, é fundamental que você forneça o valor real do imóvel.

Além disso, inserir dados pessoais verdadeiros também é importante. Na etapa de opções, você deve selecionar aquelas que forem compatíveis com sua renda, sua família e o seu objetivo. No final o simulador irá mostrar o valor da taxa de juros, o valor total do financiamento e das parcelas. Você pode refazer a simulação quantas vezes desejar.

Inscrições Minha Casa Minha Vida

As inscrições do Minha Casa Minha Vida para as famílias com renda de até R$1,8 mil acontecem aleatoriamente nos estados brasileiros. Essas famílias devem ficar atentas às novidades lançadas pela prefeitura e pelo órgão de habitação de sua região, pois eles que divulgarão todos os detalhes. Quando as inscrições abrirem, o responsável familiar deve comparecer pessoalmente ao local indicado, portando uma série de documentos de toda a família.

Minha Casa Minha Vida

Minha Casa Minha Vida. Imagem:divulgação

Com a inscrição realizada, a família entra para a lista das possíveis famílias a serem beneficiadas e participa do sorteio, que define quais famílias, dentre todas as inscritas, receberão de fato as residências. Para definir é levado em conta todos os fatores, como famílias em situação de risco, com crianças, etc.

Minha Casa Minha Vida documentos necessários

Na hora de fazer a inscrição de sua família, não se esqueça de apresentar os seguintes documentos: RG, CPF, Certidão de Nascimento ou Casamento, Carteira de Trabalho, Comprovante de Renda. Famílias com renda superior à mencionada que contratam diretamente no banco também devem apresentar documentos que comprovem a sua renda, de modo a garantir que o financiamento seja liberado.

Renda exigida Minha Casa Minha Vida

O Minha Casa Minha Vida possui várias faixas de renda para que as famílias se encaixem em pelo menos uma delas. A renda mínima exigida é de R$1,8 mil, sendo que a máxima é de R$9.000,00. Famílias que recebem até R$1,8 mil por mês têm direito às casas populares, enquanto as demais podem financiar a casa que desejarem.